JapanesePortuguese
JapanesePortuguese

O que é necessário saber para criar um bom site profissional?

Criar um bom site profissional geralmente é motivo de preocupações e insatisfações de muitas pessoas, e não é para menos, estamos falando aqui de uma das peças mais importantes para a estratégia de marketing digital de uma empresa.

A concorrência no mercado de marketing digital se mostra cada vez maior, fazendo com que seja extremamente difícil escolher a agência que irá criar uma das principais ferramentas de marketing da sua empresa, o seu website.

Vemos que, muitas vezes, o principal quesito para a definição do parceiro que irá criar o website da empresa é o preço, mas, tratando-se de marketing, o retorno e os resultados obtidos não é o que mais deveria contar?

Vamos te ajudar a avaliar como fazer a contratação de um parceiro que atenda totalmente suas necessidades, tanto com relação à sua estratégia, quanto o valor disponível para o investimento.

 

O que é um website?

O website, nada mais é do que a representação da sua empresa no mundo digital, ou seja, ele precisa transparecer todo o posicionamento, missão, visão, valores e crenças da empresa, fazendo com que o usuário/cliente realmente se sinta dentro da empresa.

O site é uma importante ferramenta de marketing e vendas, auxiliando o time comercial a aumentar suas taxas de conversão e ainda reduzir o tempo necessário no convencimento para converter a oportunidade em cliente.

Quando falamos que o site é a representação da sua empresa na internet, falamos muito sério, pois é muito provável que você tenha um fluxo exorbitantemente maior de pessoas no seu website do que em seu endereço físico, ou pelo menos, tenha esse potencial à sua disposição. E se você não tem, é provável que tenhamos algum problema na estratégia atual do marketing.

Pense bem, o site não tem nenhuma limitação física para passar a sua mensagem às pessoas, você pode estar no Brasil e mesmo assim gerar vendas no Japão, se esse for o seu objetivo, é claro.

Além disso, o site é, potencialmente, uma fonte quase que infinita de dados, entregando informações como:

  • Qual é o perfil de cliente que sua empresa mais atrai?
  • Quais são os interesses desses usuários naquilo que você oferece?
  • Qual o interesse do seu cliente pelo seu produto?
  • Ele se importa mais com o que você fala sobre os seus produtos/serviços ou com quem você já atendeu?
  • Qual é a idade e o sexo dessa pessoa?
  • Quanto tempo esse cliente fica em cada página?
  • Ele veio da sua rede social, de uma mensagem via WhatsApp que você enviou ou de um e-mail marketing disparado há muito tempo?
  • Quais ações essas pessoas estão praticando no seu site?
  • Após acessar o seu site, qual a primeira coisa que eles fazem?

Todas essas informações são simples, mas podem mudar completamente a forma com que você deve abordar o seu cliente, e até mesmo como você deve montar a sua apresentação.

 

O que esperar de um bom site profissional?

 

Design

Quando falamos de design, não estamos apenas falando de aparência (mesmo assim, dá uma olhada nos sites que já criamos neste link 😉). Design está sim relacionado à aparência, mas também à estruturação do conteúdo, funcionalidades, forma com que se apresenta uma informação, forma com que se demonstra ao usuário qual a melhor maneira de solucionar o seu problema, ou ainda na forma com que o convencemos de que o que estamos falando está correto (ou que o nosso produto/serviço é o melhor).

Obviamente, um website extremamente lindo, aos olhos do usuário, converterá mais que um site “feio”, mas quando falamos sobre design, precisamos aprofundar muito mais a análise, levando em consideração que o website deve sempre transmitir alguma mensagem ao usuário.

 

Flexibilidade e autonomia

Tão importante quanto ter um site é atualizá-lo sempre que possível. A produção de conteúdo é uma excelente estratégia para atrair usuários e até mesmo para explicar, de forma mais didática, como seus produtos ou soluções podem beneficiar seu cliente.

Acontece que, se você não possui autonomia para incluir esses conteúdos no website, grande parte desse potencial está se perdendo.

Esse é apenas um dos motivos pelo qual aconselhamos o desenvolvimento de sites na plataforma WordPress.

Enquanto escrevemos esse artigo, o WordPress é considerado o CMS mais popular em todo o mundo, com 34% de participação em toda a internet, em outras palavras, o WordPress está presente em mais de ⅓ de toda a internet. (https://w3techs.com/technologies/details/cm-wordpress/all/all)

Se falarmos apenas em gerenciamento de conteúdo, esse número sobe para 60% de todos os sites que atuam com o gerenciamento de conteúdo.

Resumindo: Ao contratar o desenvolvimento de um site, garanta que terá total autonomia para gerenciar a produção de conteúdo do seu website.

 

Otimizações (SEO)

Todos os dias são publicados milhares e milhares de sites e cada vez mais a internet é a principal ferramenta para a busca de informações. Imagina o trabalho que dá, mostrar exatamente o que o usuário está procurando!

A otimização do website consiste em:

Entender o que os mecanismos de busca (como o Google ou o Bing) levam em consideração para entregar uma página ao usuário, a partir do que ele está procurando e aplicar técnicas para facilitar essa “encontrabilidade”, fazendo com que o site seja encontrado cada vez mais, a partir de uma grande quantidade de termos de pesquisa (palavras-chave).

A técnica responsável por facilitar esse trabalho para os mecanismos de busca é chamada de SEO (Search Engine Optimization), por isso, espera-se que o site esteja em dia com suas otimizações, garantindo assim os melhores resultados.

 

Velocidade de carregamento

Na era da informação, cada vez mais as pessoas esperam absorver a maior quantidade possível de informações no menor tempo possível. Sendo assim é inadmissível que o seu site não tenha uma resposta rápida:

Você já tentou acessar uma página que demora para abrir? Quantas vezes você desligou e ligou a internet do seu celular esperando que ela abra mais rapidamente?

Além de ser péssimo para o usuário, um website lento tem uma performance pior nos mecanismos de busca, reduzindo assim sua encontrabilidade, com a consequente piora nos resultados.

Por esse motivo, é extremamente importante que se analise quais medidas são tomadas no desenvolvimento do website, com o objetivo de aumentar a sua velocidade de carregamento.

 

Tecnologia de ponta

Tecnologia é a pauta da vez, respiramos tecnologia diariamente em praticamente tudo o que fazemos. Quando falamos sobre tecnologia, não nos referimos apenas à plataforma ou linguagem que será utilizada para o desenvolvimento do site, mas também nas tecnologias que serão embarcadas nele.

Hoje a tecnologia nos permite mensurar os dados em um nível extremamente avançado, fazendo com que o marketing, as vendas e até o financeiro da empresa estejam totalmente vinculados.

É possível que tenhamos e-mails automatizados a partir do recebimento de um formulário de contato, ou então, a gravação da tela do usuário para que você entenda exatamente quais são as ações mais praticadas por aqueles que acessam o seu website, automatizar respostas em um chat online, entre outras coisas.

A aplicação de tecnologias inovadoras no desenvolvimento do site permite o avanço ou otimização de processos.

Já foi o tempo em que o site era apenas mais uma forma de se gastar a verba de marketing, hoje ele pode ser o protagonista da transformação digital nas empresas.

De acordo com esses conceitos de tecnologia, a contratação de um parceiro competente, permite a obtenção de melhorias substanciais dentro da empresa.

Alguns exemplos de tecnologias que podem ter um grande impacto no seu negócio:

 

Dados para análise do comportamento digital (heatmaps e gravação de sessão)

As ferramentas de heatmap são softwares que apresentam os dados para que você entenda exatamente como é a experiência do usuário no seu site, destacando os pontos que mais são vistos e os que não são tão acessados assim.

De uma forma simplista, ele irá gravar a tela do usuário, enquanto ele navega pelo seu site, transformando a visita do seu usuário em dados.

Ou seja, por exemplo, se a partir do heatmap, é verificado que seus usuários mantêm muito mais a atenção no banner principal do que na parte inferior, é muito mais lógico colocarmos elementos nessas áreas que aproximem esse usuário do momento da compra.

Não pare por aqui

tem mais para explorar

Saiba como aumentar as vendas na crise

Para aumentar as vendas na crise são necessárias medidas extremas. Mais criatividade, mais atenção e foco em manter o seu negócio funcionando até nos piores dos casos.

QUEM SOMOS

Somos uma agência diferente de tudo que você já viu porque a inovação faz parte do nosso DNA e a criatividade corre naturalmente em nossas veias.

Nossos bens mais preciosos são as pessoas que compõem nosso time, sendo assim, automatizamos todos os processos possíveis, mas buscamos profissionais inovadores e fora da curva para a realização das tarefas que não são automatizáveis.

FALE CONOSCO